Buscar
  • Mandato Agroecológico

EM DEFESA DO PARQUE ECOLÓGICO DO CÓRREGO GRANDE



O Parque Ecológico do Córrego Grande, em Florianópolis, está com o contrato de cessão suspenso há mais de um ano e pode ser privatizado pelo governo federal.O parque, é uma Unidade de Conservação, pertence ao Ibama e é o maior parque urbano da cidade. Estava cedido à Prefeitura de Florianópolis há 20 anos.


Estamos construindo uma moção de repúdio ao MMA e de apoio à permanência do Parque, no âmbito da Frente Parlamentar em Prol das Unidades de Conservação. Nosso mandato preside a Frente Parlamentar.


Há uma minuta de projeto de lei do Ministério do Meio Ambiente (MMA) que autoriza a alienação (venda) de 355 bens imóveis de propriedade do Ibama “desnecessários ou inservíveis às suas atividades institucionais”.

No site do MMA diz que “ a iniciativa vai ao encontro da política de racionalização de gastos implementada pelo Governo Federal e permitirá ao Ibama gerar recursos que poderão ser revertidos não apenas à manutenção do patrimônio efetivamente utilizado, mas também à modernização e à racionalização da Administração”.

A situação do Parque do Córrego Grande, explicita o tamanho do poder das medidas tomadas no nível federal. Quando o Ministro do Meio Ambiente fala em “passar a boiada”, temos que lembrar que também seremos afetados. É mais um dos reflexos das políticas destruidoras do Ministro Salles e tem relação direta com o fechamento das bases do ICMBIO nas Unidades de Conservação.

Nosso mandato sempre fala e defende aqui a importância das Unidades de Conservação, da preservação das áreas verdes de lazer, dos corredores ecológicos, dos parques e da conexão com a natureza.

Essa é uma área pública e deve assim permanecer.

#MandatoAgroecologico #unidadesdeconservacao #parquedocorrego

2 visualizações

"Por um mundo onde caibam vários mundos, onde todos os seres (humanos e não humanos) possam desfrutar de uma vida digna." 

CONTATO >

T: (48) 991050150

E: marquitopsol@gmail.com

Cnpj do Candidado 38.506.139/0001-84

© 2023 por Mandato Agroecológico.