No dia 25 de Janeiro de 2021, a Lagoa de Evapoinfiltração da Estação de Tratamento de Esgoto da Lagoa da Conceição se rompeu, inundando as ruas, casas e levando para a Lagoa um efluente com alto teor de matéria orgânica e outros compostos químicos.

 

O que aconteceu foi um desastre ambiental, resultado de má gestão, uso abusivo dos espaços, e até negligência frente a um problema iminente.

Por isso, acumulamos aqui uma série de notas, relatórios, notícias e fotos, para que todas as pessoas interessadas possam estudar o acontecimento, e somar na luta por uma alteração sistêmica dessa situação, que não só repare o ocorrido, mas que impeça que outros desastres ambientais sanitários como esses ocorram novamente, na lagoa e em toda a cidade.

Diversas notas técnicas e relatórios foram produzidas desde o acidente. O Projeto Ecoando Sustentabilidade, da UFSC, produziu diversas destas, mas também o Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da UFSC, e o Ministério Público Federal.
 

Os relatórios apontam para a necessidade urgente de uma gestão eficiente da bacia hidrográfica da Lagoa da Conceição, com a participação ativa da comunidade local, pois a intensificação de eventos extremos podem tornar o ambiente e comunidade ainda mais vulneráveis.

Trazemos também alguns outros documentos desenvolvidos em anos anteriores, que já averiguavam as condições de funcionamento da Estação de Esgoto da região, e seus impactos na água da lagoa.